TRAQUEOSTOMIA?? E ALIMENTO???

OLA..SEI DE DOENTES QUE FAZEM A TRAQUEO E MAIS NADA PODEM COMER PELA BOCA..COMO NO  CASO DA MINHA MÃE,,OS MEDICOS DISERAM QUE SE COMER PODE IR PARA O PULMÃO E CAUSAR INFECÇÕES....E ELA TEM A GASTRO

MAIS UMA COISA NÃO ENTENDO....NESSA NOSSAS AMIZADES NA NET JA VI PESSOAS COM TRAQUEO E QUE COMEM PELA BOCA..E NÃO TEM GASTRO É CLARO QUE COM MAIS DIFICULDADES E MAIS PASTOSO..E SEM A GASTRO..

AFINAL O QUE FAZ A DIFERENÇA SERA É A FORÇA PARA ENGULIR?

OBRIGADA

Para adicionar comentários, você deve ser membro de ComunidadeELA-Brasil.

Join ComunidadeELA-Brasil

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

    • Na verdade, vc não deveria insuflar o cuff sem ter o conhecimento que é necessário. A cada vez que vc aperta aquele balonete que fica do lado de fora vc mexe tb lá dentro da traquéia e isto pode causar algumas consequências para sua mãe. É necessário saber quanto de ar vc pode colocar no balonete. e precisa de uma fisioterapeuta que entenda. 

      Estar com a cânula plástica e com cuff insuflado significa NULIDADE POR VIA ORAL, quer dizer que nem o cafezinho na seringa é permitido. Ele pode sim , e provavelmente vai para  o pulmão. Sua mãe pode fazer uma pneumonia por broncoaspiração que não é nada bom, só piora o prognóstico e a qualidade de vida dela.

      A aspiração se dá pelo espaço virtual que existe entre o cuff e a traquéia, este espaço nunca é totalmente protegido e a presença da TQT "piora"  a proteção de vias aéreas porque ela interfere em pelo dois dos mecanismos mais importantes de proteção, que é a apnéia da deglutição e a elevação e anteriorização da laringe no momento da deglutição.

      Bom, sua mãe tem acompanhamento fonoaudiológico? Se não tem, talvez seria interessante. Principalmente neste momento, ela poderia lhe dar as orientações necessárias e vc não correr mais riscos em relação à dieta.

       

      De qualquer forma estou por aqui.

      

      Ab

      Juliana

      

       

    • ju obrigado ..mais ja faz um ano que dou o café 

      apenas 7 ml na seringa 

      mais dou ela pede...

      se tivesse indo pra lugar errado algo ja teria dado?

      nesse tempo todo...

      o vida vou ter de ir atrás de um fono...

      bjos

       

    • Alessandra:

      Me chamou particularmente a atenção a expressão por vc usada  "...a fisio nada sabe sobre o assunto."

      Infelizmente, no que diz respeitoa ELA e outras DND´s a grande verdade é que poucos são os profissionais que conhecem realmente o assunto. A minha própria história mostra isso. Precisou os primeiros sintomas da  ELA se manifestarem em mim, para apenas  1 ano e meio depois eu saber do que se tratava. E a minha mãe? Foram 15 anos de obscuridade. Somente depois do meu diagnóstico, por tabela minha mãe tambem foi diagnosticada.

      Fisioterapia??? Ahhhhhh...eu caí nas mãos de uma profissional que dizia saber o que é ELA, mas na prática, ela me colocava prá fazer exercícios na piscina que mais pareciam Hidroginástica. Eu saia da piscina completamente fadigado, o que todos nós sabemos que é completamente contra-indicado p/ pacientes c/ ELA. Alem disso, dividia a piscina c/ paciente de trauma, Alzhaimer, e chegavam a ser 4 pacientes ao mesmo tempo na piscina sendo atendidos pela profissional. Desconfiado, procurei orientação, e fui informado de que aquele procedimento estava errado p/ o meu caso específico. Chamei a profissional p/ uma conversa, e ela me respomdeu que eu deveria procurar uma fisio que tivesse agenda p/ atender individual...ela não tinha. E foi o que fiz!!!  Hoje faço Hidroterapia individual, é a profissional que trabalha o meu corpo, e não eu. É diferente. Ela é uma excelente profissional. Por isso que é válido td que a gente está fazendo aqui e agora.

      Tem um outro "causo". Fui p/ a perícia do INSS. O médico que me atendeu me deixou ma sala aguardando, e foi correndo pedir um "help" p/ o colega dele ao lado, que estava c/ o Lap-top aberto, e segundo a minha esposa relatou, pois ela viu, ele perguntou ao colega o que era ELA. Tá certo!!! 

       Já na segunda perícia, caí na mão de uma médica que bancou a "sabichona", me deu conselhos p/ voltar a vida laborial, e ainda me "sacaniou" dizendo que eu estava em forma de barril...rsrsrs...é mole???? É que, segundo  fui orientado por quem entende do assunto, um dos sintomas clássicos da ELA tipo 8 é justamente o enrigecimento abdominal, a barriga começa a crescer...tipo bebedor de shopp, o que não sou...rsrsrs...   

      Até! 

       

       

    • meu amigo a net nos ajuda né..tudo o que vc disse sobre o inss aconteceu quando eu fui pedir os 25% em cima do salario que é lei...o medico sai correndo pesquisar com o amigo do lado e depois os dois olhou na internet..

      quanto a segunda medica ainda sou da opinião que quando encontramos profisionais tão dedicados..deviamos mandar pro inferno..rs desculpe mais essa luta ja me causa e me deixou assim..sem paciencia para tanta burrice..se hoje não se sabe,não a descupas..alem da internet a varias maneiras de se profissionalizar..

      vamos agora abrir um topico de alimentação e perda de peso?

      bjos..

    • Ale:

      Minha esposa é minha cuidadora, será que ela pode requerer esse benefício? (É claro que só a honra e o privilégio que ela tem de cuidar de mim, já dispensaria qualquer benefício adicional...rsrsrs...) 

      Qual é o critério que eles adotam p/ considerar alguem cuidador, e alguem que precisa de cuidados? Sei lá...esse INSS é cheio de treta...

    • Não ha treta não vc recebe pelo inss?pede a sua esposa para ir até la e pedir uma pericia para o acrescimo dos 25% para doenças graves.

       

      - Lei nº. 8213, Decreto nº 3048 - de junho de 1991.
      Estabelece que todo o segurado do INSS aposentado por invalidez, dependente motor (Que precisa de ajuda para se locomover, comer, fazer higiene pessoal,
      etc...), deve ter acrescido a seu remuneramento previdênciário mensal (apesentadoria), 25% de seu valor básico.

      Exemplo:

      
      
      Como obter esse benefício:

      Para receber este benefício, escreva uma carta ao INSS (pode ser a mão), explicando o porque precisa dele. (Explique com suas palavras)
      Ela deve conter também o número do seu benefício (número presente no seu cartão bancário)
      Esta carta deve ser protocolada num dos Postos do INSS, com cópias autenticadas dos seguintes documentos:

      • - Carta de aposentado (fornecida pelo próprio instituto)
      • - Identidade
      • - Procuração (se o segurado requerente tiver um representante legal ou responsável)
      • - Laudo Médico


      No ato de entrega dessa "carta pedido", o funcionário do INSS deverá informá-lo a data de uma perícia.
      (que será realizada no próprio posto, pelo médico perito do instituto.)
      Após a perícia ter constatado a real necessidade do auxílio, o tempo médio para o início do pagamento é de 60 dias. E retroativo a data do pedido.


      E lembre-se: Se você vai pedir só agora seu auxílio, porque não conhecia esse direito:
      Após o 1º pagamento do mesmo, (se concedido), procure um advogado, pois você
      também tem direito a receber o montante dos últimos 5 anos, (60 meses),
      desse Benefício.
      ( Por má fé, o INSS nunca lhe informa isso! Procure seus direitos! )

       

    • Muito obrigado pelos esclarecimentos.

      Estou a 1 ano em aux doença, mas ainda não sou aposentado. Vou ao INSS saber se a lei faculta o benefício a Sonia.

    • JORGE AI DIZ CARTA MAIS EU FUI PESSOALMENTE,PEDI O ACRÉSCIMO EM CIMA DESSA LEI,ELES MARCARAM A PERICIA E LEVEI MINHA MÃE.

      NA EPOCA NÃO QUERIAM MARCAR A PERICIA PORQUE NÃO LEVEI MINHA MÃE PARA ASSINAR,NA HORA EU DEI SHOW E FALEI QUE COM ESSE DIAGNOSTICO JA ERA ABSURDO EU CANSALA,E LEVAR SÓ PARA ASSINAR NÃO LEVARIA,OU ELES DARIAM O PAPEL PARA ELA ASSINAR  NO DIA DA PERICIA OU MANDASSEM ALGUEM EM CASA COLHER A ASSINATURA,AI DISSERAM QUE IA UMA PESSOA EM CASA MAIS QUE IA DEMORA, EU DISSE EU LEVO AGORA NO MEU CARRO,AI DEIXARAM ELA ASSINAR NO DIA DA PERICIA,,,E NA VERDADE NO DIA DA PERICIA NEM COLHERAM A ASSINATURA..BRINCADEIRA..MAIS BRIGUEM É DIREITO..DA MOLE NÃO COM CERTEZA VC PODEM PEGAR UM PERITO QUE NEM CONHEÇA A LEI..JA LEVA TUDO NO PAPEL E ENSINA ELES.

      BJ

    • Boa discussão, Alessandra. Realmente o nº de membros traqueostomizados na CELA parece ser significativos, até pelas fotos a gente percebe isso.

  • bom Alessandra, vou tentar te explicar da forma mais fácil possível.
    O objetivo principal da traqueo (TQT) é manter a respiração, certo? Existem diferentes tipos de cânulas. A canula plástica vem com um balonete , um cuff que quando insuflado protege a via aérea da entrada de alimentos. Quando este cuff está insuflado não fazemos nem treino com o paciente usando comida. mesmo que ele esteja lá dentro da traquéia, tem um espaço virtual que possibilita uma microaspiração que acontece de forma silenciosa (chamamos de microaspiração silente).
    Além do que o alimento que penetra pode ficar sobre o cuff e isso propicia a proliferação de bactérias, que podem ir para o pulmão.
    Bom, quando o paciente está melhor para deglutir e melhor na respiração fazemos o desmame da TQT. começamos por desinsuflar o cuff no momento do treino e perceber se o paciente consegue suportar ou não.
    Este trabalho deve ser feito junto com a fisioterapia.
    depois disso, passamos então para uma cânula metálica. Que o paciente já consegue proteger via aérea durante a deglutição e respira pela TQT. A metálica não tem cuff. entao trabalhamos a parte respiratória, de deglutição e podemos ocluir esta TQT por algum tempo, sem que o paciente corra o risco de alterar sinais vitais.
    Neste caso, ele pode alimentar-se pela boca.
    Entao depende tanto do tipo de TQT, dos padrões respiratórios, da capacidade de proteger vias aéreas durante a deglutição, de toda a avaliação da equipe multidisciplinar e de pesar os reais beneficios que este paciente terá com alimentação por Via Oral ou por sonda.

    Se vc nao entendeu alguma coisa, pode retornar com suas duvidas, que estarei aqui para respondê-las, se eu souber.

    Grande ab

    Juliana Tavares
This reply was deleted.