Várias perguntas nos chegam e, aos poucos,

vamos organizando aqui na ComELA-Brasil meios

para facilitar a busca de respostas.

Às vezes, as perguntas são tão urgentes

que pedem respostas imediatas, o que, infelizmente, nem sempre é possível! Mas vamos nos esforçar para fazer cada vez melhor!


Cada participante da ComELA-Brasil pode e deve perguntar,

expor as suas dúvidas e, juntos buscaremos as respostas.

Se não obtivermos respostas às nossas perguntas,

vamos também perguntar aos que sabem mais que nós.

Se ninguém souber a resposta temos uma grande possibilidade

de pensarmos juntos e encontrarmos 

respostas novas às nossas dúvidas.

Raphael trouxe questões relevantes que vieram à tona

em função da divulgação da reportagem da revista Isto É.

1. Alguém tem conhecimento se estão recrutando pacientes

para a pesquisa citada na reportagem da revista Isto É?

2. O tratamento com células-tronco

deste paciente da reportagem foi pago? 

3. Alguém tem conhecimento se há algum centro de pesquisa vinculado a universidades realizando pesquisa com seres humanos?

Encaminharei as perguntas a alguns profissionais e assim que responderem postarei as respostas aqui na comunidade.

Meu abraço.

Com amor e esperança de um dia sem ELA.

Vania

Para adicionar comentários, você deve ser membro de ComunidadeELA-Brasil.

Join ComunidadeELA-Brasil

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • http://word.office.live.com/wv/WordView.aspx?FBsrc=http%3A%2F%2Fwww...

    Por favor, cliquem no link acima para ter conhecimento a carta que o Dr. Eliseo da CordCell me escreveu, após mantermos uma longa conversa telefônica.

    Acrescento mais algumas informações que ele me passou. O tratamento não foi cobrado, pois tratou-se de USO COMPASSIVO.

    Não há no Brasil nenhuma pesquisa em Humanos (Estudos Clínicos) de CTs para ELA. Nem em Centros Universitários (Confirmei essa informação ainda hoje com a Mayana Zatz), e nem em Clínicas como a Cord Cell, eles tem um projeto pronto que PRETENDEM registrar no CONEP.

    Por fim, como ainda não há a pesquisa da Cord Cell, não há, por enquanto recrutamento de pessoal.

    Um abraço, Jorge Abdalla

     

     

  • Dr. Marco Antonio,
    agradecemos o carinho e a atenção
    ao dar respostas às dúvidas dos membros da ComELA-Brasil.
    Com amor e esperança de um dia sem ELA.
    Vania
    "O governo americano está impulsionando as pesquisas com células embrionárias
    retiradas do cordão umbilical. Com o término da fase 2 em Atlanta e garantia de segurança no estudo,
    algumas universidades iniciaram a pesquisa com pacientes.
    O protocolo obedece o padrão de duplo cego randomizado,
    sendo que a pesquisa em 18 pacientes mostrou uma estabilidade em alguns,
    melhora e declínio posterior em outros, com avaliação quinzenal.
    O referido na pesquisa pode ter participado de uma pesquisa sim,
    mas aguardamos o protocolo e o resultado ideal para considerarmos terapia."
    (Dr. Marco Antonio Troccoli Chieia)
This reply was deleted.