Julio Caleiro

Queridos integrantes da ComELA-Brasil,

perguntas têm sido feitas sobre a suplementação de vitaminas

proposta por Julio Caleiro.

Convidei a nutricionista Cristina Salvioni

para esclarecer as dúvidas dos membros da comunidade.

Em breve ela responderá.

Com carinho,

Vania

Para adicionar comentários, você deve ser membro de ComunidadeELA-Brasil.

Join ComunidadeELA-Brasil

Enviar-me um email quando as pessoas responderem –

Respostas

  • Grata Dra Cristina Salvioni!

    Saiba que eu iniciei o protocolo Deanna

    mas por questões economicas interrompi.

    mas devo dizer que de tudo o Glutathione é simplesmente espetacular!!

    3560615795?profile=original

    abraço!!

    chantal

  • Dra. Cristina Salvioni,

    muito obrigada pela objetiva explicação!!!

    Nossa gratidão sempre.

    Beijos e abraços.

    Vania

  • Bom dia membros da comunidade ELA. Recebo inúmeras perguntas sobre o Protocolo de Deanna e, mais uma vez, deixo minha opinião como profissional nutricionista que trabalha com a ELA há mais de 10 anos.

    O Protocolo de Deanna ficou conhecido quando Vincent Tedone, um cirurgião ortopédico aposentado, criou o protocolo para sua filha, Deanna, quando ela foi diagnosticada com ELA. Tedone declara que o protocolo foi concebido após levantamento da literatura com o objetivo de evitar a morte de células nervosas. Embora ele não seja médico responsável pelo tratamento de pacientes com ELA, ele tem divulgado seu protocolo para outros pacientes com a doença relatando melhora da sintomatologia após o início do tratamento.

    O protocolo consiste na administração de uma série de suplementos em grande quantidade por via oral diariamente, dentre eles podemos citar: alfa cetoglutarato, adenida dinucleotídeo, GABA, glutationa, idebenone, Coenzima Q10, própolis, complexo B, vitamina D, creatina, ginkgo biloba, glicina, magnésio, entre outros. Além disso, recomenda Tedone, resistência aeróbica, alongamento e exercícios com amplitude de movimento.

    Ao analisar estudos que comprovam benefícios de alguns suplementos na ELA, fica claro que as dosagens de creatina e CoQ10, por exemplo,  no Protocolo de Deanna são muito menores do que as doses que conseguiram produzir benefício em ensaios clínicos para esses pacientes. Por outro lado, as dosagens de magnésio, zinco e vitamina D são excessivamente maiores do que as recomendações internacionais.

    É preciso ficar claro que nenhum estudo comprovou benefício do protocolo de Deanna para o tratamento de pacientes com ELA, de modo que a ALSUntangled não recomenda o protocolo. Em adição, não se sabe ao certo sobre os potencias malefícios da suplementação de grande quantidade desses nutrientes para o curso da doença. Há estudos disponíveis que sugerem que a suplementação dos aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA) pioram a evolução da doença por comprometimento respiratório.

    O nutricionista Julio Caleiro faz uso dessa suplementação em pacientes com ELA.

    É de extrema importância que o paciente siga um plano alimentar individualizado calculado por um profissional nutricionista com experiência no tratamento da ELA. Há comprovação de que a manutenção do estado nutricional na doença prolongue a sobrevida e a qualidade de vida dos doentes.

    Fico à disposição caso existam dúvidas.

  • muito importante!!

    Que venham informações esclarecedoras!!

    Obrigada!!

    beijos

    chantal

    3560614533?profile=original

This reply was deleted.