O objetivo deste grupo é apresentar ENTREVISTAS de pessoas que de alguma forma estão ligadas aos interesses dos membros da Comunidade ELA-Brasil.
29 Members

Para adicionar comentários, você deve ser membro de ComunidadeELA-Brasil.

Join ComunidadeELA-Brasil

Comentários

  • Linguagem do Corpo: Cristina Cairo

  • Silvia, que comentário maravilhoso!

    Beijos de carinho e paz.

    Vania
  • Oi, Nicemamede,
    A primeira coisa que percebi com a doença da minha mãe, é que o ser humano, além do corpo, está ali. Não é objeto de pena, de dó, mas de compaixão, assim como todos nós seres humanos, tão frágeis diante da imensidão da vida, da morte, de todas as frustações que encaramos desde o nascimento...

    A doença intensifica questões emocionais, espirituais e o questionamento do propósito da vida e da missão pessoal. A doença lembra-nos todos os dias que nosso destino é a morte, mas essa pode ser apenas uma saudável lembrança, pois pode ser um incentivo para aproveitar cada segundo.

    Eu não moro com mamãe, vou lá dois , ás vezes quatro, cinco dias por semana e procuro levar muita alegria, brinco, faço piada, incentivo a vitória da luta interna contra a desistência e a depressão: faço massagem nos pés, nas pernas, nos braços, na cabeça... Conto piada e também fazemos meditação.

    Procuro transmitir muito afeto e gratidão para as pessoas que cuidam dela e para meu pai, que é, graças a Deus, um grande companheiro.
    O ambiente deve ser feliz para todos. Todos devem ser bem cuidados, para que o bem estar seja suficientemente grande que possa transbordar para o outro.

    A parte física precisa de muita atenção, pois a pessoa parada fica com a circulação comprometida, além da linfa e energia represada em vários pontos, causando dormências, dores, incômodos e sensação de estagnação que reflete no humor. É importante movimentar a pessoa de forma agradável, além dos exercícios profissionais de fisioterapia e fonoaudiologia, por exemplo.

    Também é bom, se possível, tomar sol, ver o dia nascer, entardecer, sintonizar com os ritmos da natureza, perceber-se parte do ciclo da vida.

    A parte emocional é cuidada através do corpo, da mente e do espírito: quanto mais ativa era a pessoa, mas estranho ela vai achar ficar parada... Por isso é bom inventar atividades que sejam do gosto dela e que despertem o espírito. É impressionante como mamãe para de fazer um barulho de respiração ofegante quando se interessa por algum assunto. É realmente espetacular ver a mente se expressando positivamente no corpo...

    É preciso ter confiança nas linhas tortas de Deus, sem se fazer mal, ao contrário, buscando a felicidade da forma como puder ser.

    Um grande abraço de urso polar bonzinho!
  • Querida Nice, boa noite!

    Imagino o quanto a situação vai se complicando conforme o tempo passa, mas acredito que o afeto sempre revigora nossos corações. Não dá pra dizer exatamente o que você deve fazer, porém posso dizer que é importante que o amor esteja presente na relação com sua mãe sempre! O amor, carinho, comunicação, presença são ingredientes essenciais na relação entre as pessoas. Como disseram Marcia e Antonio não desanime, mantenha a esperança e confiança em Deus.

    Com afeto,

    Vania
  • exelente ideia vc teve.pois assim poderemos ter mais contato um com os outros,querida niceia, tambem passo por isso .meu irmao tem e.L.a;mais eu nunca perdi a esperança de que para Deus.nada e impossivel. confie Nele e o mais Ele fara um forte abraço
  • Minha amiga Nicemamede. O que a senhora sua mãe e vcs estão a passar já eu passei por isso. Sei que não é mesmo nada fácil. Sim é verdade. cada dia que passa vemos o nosso ente querido a avançar para o pior e nós sem podermos fazer nada a não ser dar-lhe carinho, termos coragem e força e transmiti-las ao nosso familiar que tanto amamos. Mas acima de tudo ter muita fé e pedir ao nosso Deus que ajude e lhe dê aquela força que vem do Alto. Nunca desanime. Deus é Grande e Poderoso e Ele tem um propósito para cada um.
    Eu tenho estes pacientes e familiares todos no meu coração
  • cada dia q passa o sofrimento da mamae almenta mais e cada vez sinto ela mais longe de mim.. e isso é desesperador..oq faço para q ela e eu nos sentimos melhor?

  • Querida Comunidade,

    todos os integrantes podem e devem participar, seja sugerindo nomes para entrevistas ou entrevistando pessoas que possam enriquecer a nossa comunidade.

    Que seja um grupo de encontro entre pessoas queridas!
    Vamos participar.
    Com carinho,

    Vania
This reply was deleted.
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

GenÉtica

Participação do psicanalista Jorge Forbes e da geneticista Mayana Zatz no programa Espaço Aberto - Ciência e Tecnologia, transmitido em 05/12/2011, abordando o tema "Ética e Genética".Fonte: Bloco 1 - https://www.youtube.com/watch?v=VJiTTiP6X74            Bloco 2 - https://www.youtube.com/watch?v=qzeXKfXNN_k 

Saiba mais…
0 respostas