Comunidade ELA-Brasil

Espaço para reinventar a vida

Exibições: 1772

Responder esta

Respostas a este tópico

Querido Luiz,

assista o vídeo da síntese do último Simpósio Internacional.

Aqui, Dr. Marco Chieia apresenta informações sobre o Edavarone:

http://comunidadeelabrasil.ning.com/video/dr-marco-antonio-chieia-n...

Vamos conversar mais a respeito.

Carinho,

Vania

Esse novo medicamento é apenas um antioxidante e neuroprotetor. de uso diário e intravenoso. Custa 150.000 dólares por ano, fora impostos e importação . Foi aprovado pela FDA. Não trata a ELA esporádica nem a ELA8, apenas limpa a "sujeira" provocada pela morte neuronal melhorando a "vida" dos que ainda estão vivos. Usado em derrames cerebral. Os benefícios ainda estão sendo estudados, assim como os efeitos colaterais.

Existem outros antioxidantes alimentares já conhecidos e bem aceitos pelo corpo humano. Vou começar a tomar a L-carnitina, que me foi também prescrita pela minha neurologista. Mas insisto que não me sigam.

Leiam mais aqui:

Edaravone (marca Radicava , Radicut ) é um agente nootrópico e neuroprotetor utilizado para auxiliar na recuperaçãoneurológica após isquemia cerebral aguda e subsequente enfarte cerebral . [1] Ele age como um potente antioxidante e fortemente limpa radicais livres , protegendo contra o estresse oxidativo e apoptose neuronal . [2] [3] [4] Foi introduzido no mercado em Japão por Mitsubishi Pharma desde 2001, mas é agora genérico. [1] Edaravone tem sido usado em um grande número de pacientes em todo o mundo para AVC e ALS. É dezesseis anos velho e disponível na forma genérica em todo o mundo exceto os Estados Unidos. Também é comercializado na Índia por Edinburgh Pharmaceuticals pela marca Arone por menos de US $ 5000 dólares americanos.

Em 26 de junho de 2015, a Mitsubishi Tanabe Pharma Corporation anunciou que recebeu aprovação para comercializar a Radicut para tratamento da ELA no Japão. O ensaio clínico de fase III começou em 2011 no Japão. O preço de Radicut no lançamento em 2001 no Japão para a mesma dosagem por dia para ALS é de cerca de US $ 24.000 dólares. [5] O novo preço dos EUA para o composto de 16 anos de idade representa mais de 500% em aumento para o tratamento da ELA . A empresa foi concedida a designação de medicamento órfão para Radicut pela FDA e UE em 2015. Radicut é uma droga intravenosa e administrado 14 dias, seguido por 14 dias de férias de drogas.

Existem quatro ensaios para o edaravone. [6] Três dos quatro ensaios não conseguiram atingir os seus objectivos primários. [7] A trilha que foi submetida para a aprovação do FDA incluiu 136 indivíduos com ALS, menos de 2 anos após o início. [8] Os critérios de inclusão para o ensaio que atingiu os seus parâmetros foram [9] :

Critério de inclusão:

  • Pacientes cujas condições são definidas como "ALS definitivo" ou "provável ALS" critérios de diagnóstico revisto EL Escorial para Airlie House.
  • Pacientes que podem comer uma refeição, excretar, ou mover-se sozinho, e não precisam de assistência na vida cotidiana.
  • Doentes com menos de 2 anos após o início da ELA.
  • Os doentes cujo progresso da doença durante 12 semanas antes da administração satisfazem outros requisitos.

Em 5 de maio de 2017, edaravone foi aprovado pela FDA para tratar pacientes com esclerose lateral amiotrófica (ELA) nos Estados Unidos. [10] Nos Estados Unidos, um tratamento de um ano com Edaravone deve custar aproximadamente US $ 150.000 . [11] O preço do edaravone segue a tendência atual de reaproveitar medicamentos antigos a novos preços para doenças raras. [12]

A empresa de biotecnologia Treeway (registrada em Roterdã ) está desenvolvendo uma formulação oral de edaravona (TW001) e está atualmente em desenvolvimento clínico. Treeway recebeu a designação de medicamento órfão para edaravone pela EMA em novembro de 2014 e pela FDA em janeiro de 2015.

Foi demonstrado que o edaravone atenua a neurotoxicidade dopaminérgica induzida pela metanfetamina e 6-OHDA no estriado e na substância negra , e não afecta a libertação de dopamina induzida pela metanfetamina ou a hipertermia .[13] [14] Também foi demonstrado que protege contra a neurotoxicidade dopaminérgica mediada pelo MPTP para a substância negra, embora não seja notória ao striatum. [15] [16] [17]

Referências

Http://www.alstdi.org/news/radicut-approved-for-als-in-japan/

Querido Alê,

obrigada pela resposta.

Beijos e abraços,

Vania

Alexandre Custodio Pinto disse:

Esse novo medicamento é apenas um antioxidante e neuroprotetor. de uso diário e intravenoso. Custa 150.000 dólares por ano, fora impostos e importação . Foi aprovado pela FDA. Não trata a ELA esporádica nem a ELA8, apenas limpa a "sujeira" provocada pela morte neuronal melhorando a "vida" dos que ainda estão vivos. Usado em derrames cerebral. Os benefícios ainda estão sendo estudados, assim como os efeitos colaterais.

Existem outros antioxidantes alimentares já conhecidos e bem aceitos pelo corpo humano. Vou começar a tomar a L-carnitina, que me foi também prescrita pela minha neurologista. Mas insisto que não me sigam.

Leiam mais aqui:

Edaravone (marca Radicava , Radicut ) é um agente nootrópico e neuroprotetor utilizado para auxiliar na recuperaçãoneurológica após isquemia cerebral aguda e subsequente enfarte cerebral . [1] Ele age como um potente antioxidante e fortemente limpa radicais livres , protegendo contra o estresse oxidativo e apoptose neuronal . [2] [3] [4] Foi introduzido no mercado em Japão por Mitsubishi Pharma desde 2001, mas é agora genérico. [1] Edaravone tem sido usado em um grande número de pacientes em todo o mundo para AVC e ALS. É dezesseis anos velho e disponível na forma genérica em todo o mundo exceto os Estados Unidos. Também é comercializado na Índia por Edinburgh Pharmaceuticals pela marca Arone por menos de US $ 5000 dólares americanos.

Em 26 de junho de 2015, a Mitsubishi Tanabe Pharma Corporation anunciou que recebeu aprovação para comercializar a Radicut para tratamento da ELA no Japão. O ensaio clínico de fase III começou em 2011 no Japão. O preço de Radicut no lançamento em 2001 no Japão para a mesma dosagem por dia para ALS é de cerca de US $ 24.000 dólares. [5] O novo preço dos EUA para o composto de 16 anos de idade representa mais de 500% em aumento para o tratamento da ELA . A empresa foi concedida a designação de medicamento órfão para Radicut pela FDA e UE em 2015. Radicut é uma droga intravenosa e administrado 14 dias, seguido por 14 dias de férias de drogas.

Existem quatro ensaios para o edaravone. [6] Três dos quatro ensaios não conseguiram atingir os seus objectivos primários. [7] A trilha que foi submetida para a aprovação do FDA incluiu 136 indivíduos com ALS, menos de 2 anos após o início. [8] Os critérios de inclusão para o ensaio que atingiu os seus parâmetros foram [9] :

Critério de inclusão:

  • Pacientes cujas condições são definidas como "ALS definitivo" ou "provável ALS" critérios de diagnóstico revisto EL Escorial para Airlie House.
  • Pacientes que podem comer uma refeição, excretar, ou mover-se sozinho, e não precisam de assistência na vida cotidiana.
  • Doentes com menos de 2 anos após o início da ELA.
  • Os doentes cujo progresso da doença durante 12 semanas antes da administração satisfazem outros requisitos.

Em 5 de maio de 2017, edaravone foi aprovado pela FDA para tratar pacientes com esclerose lateral amiotrófica (ELA) nos Estados Unidos. [10] Nos Estados Unidos, um tratamento de um ano com Edaravone deve custar aproximadamente US $ 150.000 . [11] O preço do edaravone segue a tendência atual de reaproveitar medicamentos antigos a novos preços para doenças raras. [12]

A empresa de biotecnologia Treeway (registrada em Roterdã ) está desenvolvendo uma formulação oral de edaravona (TW001) e está atualmente em desenvolvimento clínico. Treeway recebeu a designação de medicamento órfão para edaravone pela EMA em novembro de 2014 e pela FDA em janeiro de 2015.

Foi demonstrado que o edaravone atenua a neurotoxicidade dopaminérgica induzida pela metanfetamina e 6-OHDA no estriado e na substância negra , e não afecta a libertação de dopamina induzida pela metanfetamina ou a hipertermia .[13] [14] Também foi demonstrado que protege contra a neurotoxicidade dopaminérgica mediada pelo MPTP para a substância negra, embora não seja notória ao striatum. [15] [16] [17]

Referências

Http://www.alstdi.org/news/radicut-approved-for-als-in-japan/

Muito obrigado...

Só Deus.
Obrigado a todos

Alexandre Custodio Pinto disse:

Esse novo medicamento é apenas um antioxidante e neuroprotetor. de uso diário e intravenoso. Custa 150.000 dólares por ano, fora impostos e importação . Foi aprovado pela FDA. Não trata a ELA esporádica nem a ELA8, apenas limpa a "sujeira" provocada pela morte neuronal melhorando a "vida" dos que ainda estão vivos. Usado em derrames cerebral. Os benefícios ainda estão sendo estudados, assim como os efeitos colaterais.

Existem outros antioxidantes alimentares já conhecidos e bem aceitos pelo corpo humano. Vou começar a tomar a L-carnitina, que me foi também prescrita pela minha neurologista. Mas insisto que não me sigam.

Leiam mais aqui:

Edaravone (marca Radicava , Radicut ) é um agente nootrópico e neuroprotetor utilizado para auxiliar na recuperaçãoneurológica após isquemia cerebral aguda e subsequente enfarte cerebral . [1] Ele age como um potente antioxidante e fortemente limpa radicais livres , protegendo contra o estresse oxidativo e apoptose neuronal . [2] [3] [4] Foi introduzido no mercado em Japão por Mitsubishi Pharma desde 2001, mas é agora genérico. [1] Edaravone tem sido usado em um grande número de pacientes em todo o mundo para AVC e ALS. É dezesseis anos velho e disponível na forma genérica em todo o mundo exceto os Estados Unidos. Também é comercializado na Índia por Edinburgh Pharmaceuticals pela marca Arone por menos de US $ 5000 dólares americanos.

Em 26 de junho de 2015, a Mitsubishi Tanabe Pharma Corporation anunciou que recebeu aprovação para comercializar a Radicut para tratamento da ELA no Japão. O ensaio clínico de fase III começou em 2011 no Japão. O preço de Radicut no lançamento em 2001 no Japão para a mesma dosagem por dia para ALS é de cerca de US $ 24.000 dólares. [5] O novo preço dos EUA para o composto de 16 anos de idade representa mais de 500% em aumento para o tratamento da ELA . A empresa foi concedida a designação de medicamento órfão para Radicut pela FDA e UE em 2015. Radicut é uma droga intravenosa e administrado 14 dias, seguido por 14 dias de férias de drogas.

Existem quatro ensaios para o edaravone. [6] Três dos quatro ensaios não conseguiram atingir os seus objectivos primários. [7] A trilha que foi submetida para a aprovação do FDA incluiu 136 indivíduos com ALS, menos de 2 anos após o início. [8] Os critérios de inclusão para o ensaio que atingiu os seus parâmetros foram [9] :

Critério de inclusão:

  • Pacientes cujas condições são definidas como "ALS definitivo" ou "provável ALS" critérios de diagnóstico revisto EL Escorial para Airlie House.
  • Pacientes que podem comer uma refeição, excretar, ou mover-se sozinho, e não precisam de assistência na vida cotidiana.
  • Doentes com menos de 2 anos após o início da ELA.
  • Os doentes cujo progresso da doença durante 12 semanas antes da administração satisfazem outros requisitos.

Em 5 de maio de 2017, edaravone foi aprovado pela FDA para tratar pacientes com esclerose lateral amiotrófica (ELA) nos Estados Unidos. [10] Nos Estados Unidos, um tratamento de um ano com Edaravone deve custar aproximadamente US $ 150.000 . [11] O preço do edaravone segue a tendência atual de reaproveitar medicamentos antigos a novos preços para doenças raras. [12]

A empresa de biotecnologia Treeway (registrada em Roterdã ) está desenvolvendo uma formulação oral de edaravona (TW001) e está atualmente em desenvolvimento clínico. Treeway recebeu a designação de medicamento órfão para edaravone pela EMA em novembro de 2014 e pela FDA em janeiro de 2015.

Foi demonstrado que o edaravone atenua a neurotoxicidade dopaminérgica induzida pela metanfetamina e 6-OHDA no estriado e na substância negra , e não afecta a libertação de dopamina induzida pela metanfetamina ou a hipertermia .[13] [14] Também foi demonstrado que protege contra a neurotoxicidade dopaminérgica mediada pelo MPTP para a substância negra, embora não seja notória ao striatum. [15] [16] [17]

Referências

Http://www.alstdi.org/news/radicut-approved-for-als-in-japan/

Henrique. 

Força amigo! 

Eu consegui comprar. Meu pai vem se tratando com edaravone há três meses.

Só Deus para nos ajudar.

Obrigado por responder.

Bom dia,

Onde conseguiu comprar, o que esta achando do medicamento ?

Luiz Fernando Mendes disse:

Henrique. 

Força amigo! 

Eu consegui comprar. Meu pai vem se tratando com edaravone há três meses.

Só Deus para nos ajudar.

Obrigado por responder.

segue arquivos 

Anexos
Alguém pode me indicar onde posso conseguir realizar as infusões com Edaravone na cidade do Rio de Janeiro? Ou, de repente algum técnico que vá em casa?

Responder à discussão

RSS

Administração Comunidade ELA-Brasil

Mantenedora do Site 

Vania de Castro

Psicóloga CRP 06/15110

Administração do Site: Equipe da ComELA-Brasil

Badge

Carregando...

Sobre

GENTILEZA GERA GENTILEZA

Há abraços que nos fazem sorrir

Imagem: Pinterest

© 2018   Criado por Vania de Castro.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço